[ editar artigo]

O que é que tem no circo para um empreendedor?

O que é que tem no circo para um empreendedor?

 

No último paiol digital épico, iniciando um novo ciclo, um dos convidados falou a respeito do aproximar-se das artes, a fim de despertar o lúdico, o criativo, o empático. Tive essa vivência recentemente e posso validar essa afirmativa, este é o propósito desse post.

Há cerca de um ano comecei a participar de um curso gratuito de circo, juntamente com os meus filhos, o meu principal objetivo era apenas realizar uma atividade física e ter um momento de qualidade com eles. Pouco tempo depois percebi que seria muito mais do que isso.

Sou empreendedora (empreendedora nata segundo a avaliação do Programa Bom Negócio da Agência Curitiba, rs), e após algumas jornadas e muito ganho de experiência, agora empreendo como franqueada de uma empresa de calçados aqui do Paraná e tenho aprimorado meu projeto de plataforma para empreendedoras regionais. Frequento os eventos do Vale do Pinhão com muita gratidão ao “boom” que tem gerado em meus, agora velhos, paradigmas.

Nesse recomeço, sempre difícil, as dificuldades antes enfrentadas e os erros cometidos tendem a bloquear minha ousadia, criatividade e reinvenção. Ter a oportunidade de aprender e praticar as atividades circenses nesse momento da minha vida tem sido fundamental e feito de fato a diferença nesse reerguer.

As artes ativam o lado criativo do nosso cérebro, nos fazendo interpretar o lúdico, o não palpável. No empreender esse habilidade pode-se comparar a flexibilidade, no circo vivi muito o “tentar e errar”, aprendi a rir de mim mesma, um dos caminhos para o autoconhecimento, e não parar de tentar. A velocidade da “autocura” (pois a dor de errar é muito mais emocional do que física) hoje é muito maior e acompanha a velocidade do perdoar o outro, pois para ele é tão difícil quanto para mim, fortalecendo a habilidade da empatia.

Claro que não posso deixar de enfatizar que praticamos essa atividade através de um projeto da Fundação Cultural de Curitiba, que proporcionam aulas de circo para a comunidade com  profissionais incríveis muito bem selecionados. Além de também disponibilizar espetáculos gratuitos para o público aos finais de semana. Pesquise sobre o Circo da Cidade que fica no bairro Boqueirão. Obrigada Prefs.

No empreender e no “circar”, só se pode entender quem já tentou ou pelo menos se sentou na plateia, que nem sempre é glamourosa e confortável, mas você sai desse ato diferente do que entrou.

https://web.facebook.com/larissamosko/posts/2210405005721748?__xts__[0]=68.ARCudueO-wyKjziHWhqefcPupCMFUiZ9B4I0bAjF21u6_DKM47IWQEhde3kdBWK-_LG0YJ6p_q3vIE0Ra_fjdh4eduRMljTJpzFAf80S1JVqRPTdr-3iRgYATeWkoUeObOSgxkFAIw6usQwHQ9PSqPoh74AuADcMJ2ESDJj0dYeTM6npZhq3v6Mt-lf481ReBxhJOqIfPr4pNSjH5tGzVWL_bpPMUsVY0eu0ykSOPxIlCuuSwv3R49clzNXfaQc7mS0F-ywNGkv09bo2RJO01pJOUySxBsKuXyJK92p_e7Ju2DNiT0pqfwyI0GeVhq01wXdF4Htcd-z1foV4eFnlni79jLZ48alk8-a_gTtPzJ20KCrg9bGazqegGMU&__tn__=-R

Ler matéria completa
Indicados para você