[ editar artigo]

Rede de apoio ou networking?

Rede de apoio ou networking?

 

Ao pensar nos relacionamentos que temos ao longo da vida, as palavras apoio e afeto se destacam para mim. 

Como seres essencialmente relacionais a partilha na conexão com o outro deixa de ser opção e torna-se necessidade.

Quero compartilhar contigo o que penso sobre isso, trazendo essas três nomenclaturas e algumas diferenças que vejo entre elas: networking, rede de apoio e utilitarismo.

 

O networking está mais para as relações construídas nos ambientes quando o foco é o  trabalho. Aqueles contatos que fazemos em eventos, cursos, viagens e sempre com pessoas que de algum modo, fazem parte do nosso entorno profissional. Essa relação se caracteriza pela atenção em estarmos disponíveis numa possível indicação, troca de experiências e até mesmo atendendo uma necessidade pontual um do outro. É estar pronto para servir mostrando interesse.

 

A rede de apoio é diferente, porque se caracteriza na troca de afeto e aprendizado, principalmente na sua essência, pois acontece em momentos em que percebemos que não existimos para estarmos sozinhos e que não sabemos tudo, mesmo que por uma ilusão nos pareça que sim.

 

Sentimos que o outro nos complementa com afinidades de pensamento e valores que se alinham aos nossos. Então passamos a confiar nessas pessoas com as quais nos abrimos para dar e receber suporte, entrelaçando nossas dores, alegrias e construindo uma rede de apoio. Estaremos disponíveis um para o outro em momentos de fragilidade tanto quanto para comemoramos juntos uma conquista. São eles de quem certamente receberemos aquele sincero e afetuoso abraço de parabéns e o lenço no dia da dor.

 

Mas e o utilitarismo? Essa expressão da filosofia contém em si mesma o significado: quando algo ou alguém é útil aos meus propósitos. É triste mas infelizmente pessoas se utilizam de pessoas como se estivessem utilizando coisas. Eu realmente não fico à vontade para escrever e nem pensar sobre isso. Como humanos morando na mesma casa que é a terra, temos todos, necessidades de pertencimento e amor. Criamos expectativas e nos sentimos tristes quando somos apenas úteis.

O meu desejo nessa vida é ir me tornando sábia para construir networking, aprender e ser sensível para escolher umarede de apoio e ser prudente com os utilitaristas. Vivo feliz se posso partilhar afetos e você?

Compartilhe!

giselecipili.com.br

 

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você